Cirurgia Ortognática

A Cirurgia Ortognática é conhecida por modificar a posição do maxilar superior e queixo (maxilar inferior) para deixá-los com com um melhor alinhamento. Normalmente é utilizada para corrigir problemas de mordida que não podem ser solucionados somente com os aparelhos ortodônticos, alterando consideravelmente a fisionomia do paciente. Ainda pode ser utilizada para correção de problemas como apneia obstrutiva do sono melhorando as vias aéreas e diminuindo o ronco, quando bem indicada.

 

Para quem é indicada a cirurgia ortognática?

 

Indicada para pacientes com desarmonias esqueléticas-dento-faciais, problemas de apneia do sono, alterações faciais pós-traumáticas e deformidades causadas por patologias articulares.

 

Como é feita a cirurgia?

 

Na maioria dos casos, a cirurgia é realizada por dentro da boca. Raramente é feita com corte no rosto. O procedimento consiste basicamente em “soltar” o maxilar superior, o maxilar inferior (mandíbula) ou o queixo. A fixação na nova posição é feita com placas e parafusos geralmente de titânio.A cirurgia é feita em hospital sob anestesia geral , e e coberta pelos planos de sede.O paciente não necessita ficar com a boca amarrada.

 

Hoje em dia as técnicas são modernas e temos recursos como a Hiloterapia e a drenagem facial para diminuir o inchaço e recuperar as atividades mais rapidamente.

 

Quais são os cuidados pós-operatórios?

 

O paciente deve ficar em casa nos primeiros 20 dias, ingerir apenas líquidos e alimentos pastosos por dez dias, após esse tempo, o paciente volta a mastigar normalmente depois de aproximadamente 50 dias.

 

Quanto custa uma Cirurgia Ortognática?

 

O valor de uma cirurgia ortognática pode variar de acordo com o nível de procedimentos a serem realizados. Um especialista deverá desenvolver um planejamento do caso com as opções de tratamento.

 

Contudo, todos os convênios médicos são obrigados a cobrir esse tipo de cirurgia. Marque uma avaliação no Ateliê Oral para obter mais informações.

WhatsApp chat