RFA

O aparelho RFA – Regulador de Função Aragão, desenvolvido pelo dentista Wilson Aragão é utilizado no Ateliê Oral há mais de 20 anos para auxiliar nos tratamentos de diversas patologias e também para auxiliar no tratamento de Reabilitação Oral . Acompanhe aqui abaixo duas patologias específicas, em que utilizamos a técnica do aparelho RFA para auxiliar no tratamento dos nossos pacientes.

 

APNEIA DO SONO

 

Todos os seres humanos fazem em média 2000 apneias fisiológicas ao longo de 24 horas, pois, ao fazer uma deglutição, paramos de respirar. Então o que é APNEIA DO SONO?

 

É uma disfunção do sistema estomatognático (SE) que se desenvolve como explico a seguir:

 

A pessoa dormindo de lábios abertos e respirando pela boca, na posição de decúbito dorsal (de barriga para cima), a língua sem ação da pressão subatmosférica proporcionada pelo vedamento labial, faça um toque na região da orofaringe, que é inervada pelos nervos Glossofaríngeo e o Vago, e esse toque ativará o centro pneumotáxico na ponte superior e interromperá a inspiração.

 

Esse toque é a sinalização que ocorre normalmente para a pessoa deglutir, só que agora, a pessoa NÃO está deglutindo e sim a língua fez uma ptose (queda), pois está dormindo e os músculos da língua estão flácidos e pela Lei da Gravidade caem e vão fazer o toque na parede posterior da orofaringe. Então, a pessoa fica em apneia e a medida que a saturação de CO2 aumenta e os pulmões estão parados e atividade cardíaca aumenta.

 

Os quimiorreceptores da Aorta e das Carótidas avisam o sistema nervoso do excesso de CO2. Também o sistema límbico (controlador das emoções) e o Hipotálamo que controla os instintos básicos de suporte à vida humana, também entram em estado de atenção.
Então a pessoa está em apneia e o sistema límbico tenta fazer voltar a inspiração, pois o medo ( o sistema límbico tem registrado que a falta de O2 é letal) é um estimulador do sistema límbico.

 

Mas em pessoas obesas, sedentárias, respiradores bucais de décadas, a apneia do sono vai se prolongando dia após dia e chega o ponto em que o coração não suporta mais o esforço e enfarta, pois a cada apneia segue-se uma taquicardia violenta e uma frequência respiratória de afogado, com arquejos prolongados.

 

Com o tratamento do Método HBTC-RFA, através dos aparelhos RFA, vamos regular a respiração, de acordo com a capacidade de tamponamento do sangue, a atividade cardíaca, a pressão da corrente sanguínea, a quantidade de oxigênio (O2) na hemoglobina (principalmente nas pessoas diabéticas), a quantidade de hemácias, a afinidade hemoglobina-oxigênio, a hematopoese, as funções excretora dos rins, do trato intestinal e da sudorese.

 

BRUXISMO

 

O Bruxismo tem a sua etiologia no mau funcionamento das articulações temporomandibulares (ATM). Como se sabe toda articulação deve ter 100% de movimentos, e particularmente as ATMs, pois elas movem-se em todas as direções espaciais durante as funções exercidas pelo sistema estomatognático (SE), tais como: falar, mastigar, deglutir, bocejar, sugar, beijar, etc.

 

Então para que as ATMs fiquem em uma posição ideal é necessário que se faça uma mastigação bilateral harmônica e sincrônica. Mas nas crianças, que por imitação ou alguma patologia de tecidos moles, de dentes (cárie) passam a fazer mastigação unilateral e com isto fazem com que a cabeça da mandíbula (côndilo) do lado da mastigação (lado de trabalho) faça pressão na zona bilaminar (retro discal) e com esta pressão, uma agressão ao nervo Trigêmeo.

 

Esta agressão tem o nome de nocicepção, pois envia estas sinalizações nocivas para todo o sistema nervoso central (SNC), além de outras áreas importantes do cérebro como a formação reticular, sistema límbico e hipotálamo.

 

Bem, com esta pressão retro discal, quando a criança dorme quem assume o controle do cérebro é o SNA, sistema nervoso autônomo, que controla batimentos cardíacos, ventilação pulmonar, circulação sanguínea e linfoide. Então a pressão retro discal enviando milhões de estímulos nociceptivos para todo o cérebro, o SNC não consegue realizar suas funções à contento e com isso tenta colocar a mandíbula da criança em uma posição espacial onde o côndilo da mandíbula do lado de trabalho não faça pressão na zona retro discal.

 

Mas a articulação dentária desta criança tem posições diferentes dos dentes do lado de trabalho (mastigação) e do lado de equilíbrio (não mastigação) com planos oclusais diferentes.

 

Então quando o SNA tenta colocar a mandíbula em uma posição que não faça nocicepção, o articulado dentário fica instável, sem uma posição definida e com isto a mandíbula fica procurando uma posição estável sem conseguir e fazendo um esfregamento, que termina incontrolável em algumas situações do sono, mais frequentes na fase do sono REM (rapid eyes movement).

 

Em adultos, a etiologia mais  comum é a mudança da DVO (dimensão vertical de oclusão), por várias circunstâncias (mastigação unilateral, exodontias, próteses inadequadas, etc.), e o que ocorre no cérebro do adulto é o mesmo mecanismo que ocorre com as crianças.

 

Os distúrbios emocionais intensificam o descontrole muscular, e o fator psicológico (stress) apenas torna o processo mais intenso, mas não são causas determinantes do bruxismo.

 

No tratamento o Método HBTC-RFA com os aparelhos RFA, é extremamente eficiente e para perdas acentuadas da DVO é recomendado fazer a Reabilitação Oral no Ateliê Oral ao mesmo tempo que o paciente cumpre o protocolo HBTC-RFA.
E com o método HBTC-RFA ao final do protocolo de 180 dias os pacientes não necessitam usar férulas, placas ou qualquer dispositivo noturno.

WhatsApp chat